Anaklusmos RPG
Olá,

Seja bem-vindo ao Anaklusmos RPG;

Caso queira se registrar, clique em ''REGISTRAR-SE''
Se ja for membro clique em ''LOGIN''.

Agradecemos pela visita.

Boa diversão!!


.
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Teste para ser Mênade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
avatarPerséfone
Deuses PermanentesDeuses Permanentes



Mensagens : 218
Data de inscrição : 26/04/2012
Idade : 25
Localização : Mundo Inferior

Ficha do Personagem
Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Teste para ser Mênade   Sab Jan 11, 2014 6:22 pm







TESTE PARA MÊNADES, ANK! ©


---




Nome: Nome completo do Player

Progenitor divino: De quem é filho;

Luta: Crie uma Luta onde enfrenta alguma criatura usando os poderes das Mênades, ao seu respectivo level, e os presentes que escolheria, além de que deve conter no teste um diálogo, onde Dionísio concedeu a benção de tal mênade.



nome and i love petit désir!



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://anaklusmosrpg.forumeiros.com/
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Teste para ser Mênade   Sab Jan 11, 2014 8:01 pm


I'm The White Queen

-----When you go, would you even turn to say "I don't love you, like I did yesterday"


Nome : Emma Frost
Progenitor: Macária
Luta :

Férias... Sentia falta delas no meio do ano, na época em que eu ainda estudava. No CHB, você basicamente não pode sair, por que existem monstros, "deuses maus" e blá blá blá. Mas eu estava meio que... Em busca de aventura, pode-se dizer. Queria lutar contra algum monstro, queria ação. Por sorte, o Olimpo ouviu minhas... hã, preces?

Eu estava deitada no Chalé de Macária, escutando música e pensando em meu pai, como sempre fazia. Sentia tanta falta do velho Frost, da minha irmã... Da minha mãe adotiva, que nos abandonou por outro homem. Porém, não conseguia chorar. Não chorava, pois sabia que não mudaria nada na minha vida, muito menos traria meu pai de volta. Respirei fundo e levantei da cama, pensando em tomar uma ducha. Ao entrar no banheiro, vi um pequeno bilhete com caligrafia à mão, uma letra feia e quase ilegível. Dizia algo como "Tenho a solução para seus dias de tédio " e " Me encontre na estrada da baía de Long Island" (pelo menos foi o que entendi).

Sorri com o canto da boca, e tomei a ducha mais rápida que já se viu. Me vesti devidamente, até reparar num boné do Dalas no armário. Com toda certeza não era meu...Mas só eu frequentava o chalé, então decidi levar por precaução, ou algo assim. O coloquei e algumas vozes eu comecei a escutar. Olhei ao redor, e não vi ninguém. Dei os ombros e senti cheiro de frango queimado, provavelmente vindo da cozinha. Eu ri, pensando na trapalhada das Harpias. Foquei-me e peguei minha espada, saindo disfarçadamente até a entrada do Acampamento. Saí e logo senti o cheiro de monstro. Não me pergunte como, mas eu só senti. Devia ser algo relacionado ao boné.

Empunhei firme a espada, saindo a procura do tal monstro, até me lembrar do que parecia estar escrito no bilhete...Estrada. Desci a Colina com pressa, escorregando como nos filmes e rindo, após quase cair no final. Sorri e olhei para os lados, procurando o tal inimigo. Senti novamente aquele cheiro... E um barulho de voo acima de minha cabeça. Olhei cautelosamente para cima, e uma mantícora voou de bomba pra cima de mim. Com o coração acelerado, rolei para o lado, desviando dele. "Que merda!"

Corri até o outro lado da estrada, tentando achar uma posição melhor. Um pequeno brilho vindo do solo me cegou por um instante, até eu pegar o objeto que o fazia. Um bracelete lindíssimo, com uma pedra Esmeralda em seu centro. Logo ao segurá-lo, o bracelete se transformou em um Tirso, pelo o que me lembrava nas figuras das aulas no CHB. Logo, uma aura roxa emanou dele, e essa aura me dominou. Algo sussurrou em minha mente "Enquanto tiver o Tirso, veneno não a matará, Elena". Elena? Uma espécie de voz do além que erra nomes?

Não tive tempo para pensar, já que a Mantícora correu até mim, tentando desferir um golpe com sua cauda de Escorpião. Consegui desviar por pouco, graças aos deuses eu era muito ágil. Olhei para ele, vendo que com toda certeza ele não atacaria de perto, iria logo começar a rajada de espinhos. Dei meus pulos e tentei um ataque em sua cauda, conseguindo tirar o ferrão para fora com a espada. Ele grunhiu de dor e se virou, me procurando. Me escondi por um instante atrás dele, que logo notou e me empurrou com força, fazendo-me cair. Bati as costas, nada muito grave, mas doía. "Ok, lembrete: NUNCA MAIS PEÇA LUTA AOS DEUSES!" Levantei com dificuldade e cambaleei, tomando conta de meu corpo novamente. Respirei fundo, mas ele já havia começado com os espinhos. Desviei de alguns, e fui atingida de raspão por outros.

Quanto mais tentava me aproximar, mais a quantidade de espinhos aumentava. Ele parecia alegre com isso. Eu cerrei os dentes, começando a me irritar, então iniciei uma das melhores músicas do A7x, Welcome to the Family. Cantava com prazer, avançando e me encorajando. Corri em meio aos espinhos, e consegui me aproxima o suficiente para um ataque com o Tirso. Uma aura enorme emanou da arma, atingindo o monstro que grunhiu de dor, mas o veneno (pelo o que me parecia), não fazia efeito algum no inimigo. "ÓBVIO EMMA, SUA LERDA! ELE TEM VENENO NO CORPO!". Após minha briga mental comigo mesma, fui atingida com um espinho que raspou em meu braço. A dor da "quase-perfuração" era enorme, doía muito. Eu gritei de dor, sem parar a música. Pensei rápido numa maneira de acabar com o inimigo... Talvez, uma espada enfiada no peito.

Levantei com dificuldade, e transformei o Tirso novamente em bracelete, para facilitar o uso da espada. A proteção continuou, então empunhei a espada e corri contra a onda de espinhos. Bloqueei alguns com a espada, fazendo-os ricochetear e voltar para a Mantícora. Poucos o acertaram nas pernas, fazendo a frequência parar e ele cair de joelhos no chão. Sorri, aproveitando e conseguindo chegar perto o bastante. Desferi o golpe com a espada, mas ele a bloqueou com a garra. Usei toda minha força e consegui tirar o "obstáculo". Ele grunhiu novamente e eu finquei a espada em seu peito, no lado do coração. Ele caiu aos berros e se tornou pó... um pó dourado.

Caí de joelhos, segurando meu braço e respirando ofegante. "Feito...". Uma luz surgiu no lugar do pó, e um homem me chamou de ... Elena.

- É Emma, senhor... - olhei para ele. Era Dionísio, rei dos vinhos. - Digo, Senhor D. - eu ri baixo.
- Não brinque, Elena. Por acaso, aceitaria se tornar minha mênade, após essa brave luta?
- Com toda a certeza... - Sorri, e caí desmaiada.






Post: 000 § Notas: Aqui § By: @Lilah!

Voltar ao Topo Ir em baixo
avatarPerséfone
Deuses PermanentesDeuses Permanentes



Mensagens : 218
Data de inscrição : 26/04/2012
Idade : 25
Localização : Mundo Inferior

Ficha do Personagem
Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Teste para ser Mênade   Dom Jan 12, 2014 10:31 pm

APROVADA!


Perséfone, ANK.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://anaklusmosrpg.forumeiros.com/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Teste para ser Mênade   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Teste para ser Mênade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Teste para filhos de Zeus
» Teste para filhos de Poseidon
» Teste para filhos de Hades
» Teste para Rainha das Amazonas- Alexia
» Teste para filhos de Hades

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Anaklusmos RPG :: Geral :: Testes-